terça-feira, 17 de janeiro de 2012


Alguma coisa ainda prende


Não sei dizer o que, mais é difícil pra mim aceitar e desapegar. Alguma coisa ainda prende. Não sei se é amor, costume ou quem sabe carinho? É, definitivamente eu não sei. Só sei que meu coração grita feito um louco quando ver algo relacionado a você e a razão, ah essa eu nem falo. Pois a emoção não dá espaço pra ela. Mais sabe, Dói, dói ver que realmente chegamos ao nosso fim. Sim, é o fim pois EU quero que seja. Mas alguma coisa ainda prende. Pior é que sempre tem uma saudade ou uma lembrança que me desperta a vontade de te ligar, de te gritar, de largar todo meu orgulho e ir atrás. Mas ai eu lembro o quanto você me fez sofrer, e mas, ai eu também me lembro o quanto fui feliz contigo. Sabe, no inicio era tudo tão bom, mais ai começou aparecer as mentiras, as brigas sem razões e a temida rotina. Ao contrario do que eu imaginava, nosso amor não era maior que tudo. Não foi capaz de passar por cima de todas as barreiras. Então desistimos. É estranho, nunca pensei que chegaríamos a esse ponto, mais o fato é que alguma coisa ainda prende. Maldita preocupação, maldito carinho, maldita saudade. Você não merece, ou merece? Talvez se eu fosse menos indecisa... Será que é a indecisão que prende? É ISSO! Pelo menos algo está decidido: é a indecisão que está me prendendo. "Desapega garota, pratique a arte de Desapegar"; conselho de um amigo que com certeza não entende como é difícil praticar essa arte. Como eu queria que nada prendesse, mas infelizmente, a indecisão ainda prende.  É, ela prende e me machuca cada dia mais.
3

Quer mesmo saber qual é o meu problema?



Eu te amo, eu amo a maneira como me olha, como me beija.  Ah e como eu amo  o jeito que  eu posso esta tendo os piores dos piores dia da minha vida e ver você mudar completamente meu humor, assim do nada apenas com um sorriso. É esse o meu problema.
0

Chorar




Eu particulamente gosto! me alivia, me faz sentir mais leve... Não importo que me chamem de fraca em relação a isso. Eu sou chorona e não tenho vergonha de dizer. Não me orgulho, claro, mais também não escondo.  Sim,  já deixei por diversas  vezes de chorar em tal momento pra chorar no banho,  você liga o chuveira a aquela agua caindo suavemente...  aquele barulinho e entãoe você desaba, chora mesmo.  Libera o que esta te sufocando. Gente que diz, chorar pra que? Isso não adianta nada. Na moral, na minha opinião chorar resolve sim ! Só o alivio que sinto já me é muito gratificante.  Issó não é masoquismo, definitivamente não mesmo.  É apenas um modo que eu encontrei de me sentir melhor e conviver com e a dor. 
0
Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget